O Catavento o mais novo museu em ambiente imersivo

Inaugurado em 26 de março, o Catavento  é um dos exemplos da revolução pela qual os museus estão passando para associar  a tecnologia aos acervos disponíveis e tornando os visitantes integrados e imersos no ambiente. Antes restritos à visitação passiva, hoje a maioria dos museus permite interatividade e imersão, tornando o público ativo. O próprio museu, anteriormente sinônimo de coisas antigas, é hoje referência em atualidade,  agregando a história ao que há de mais novo em equipamentos de pesquisa virtual e imersão.
Parte integrante do Catavento, os três projetos produzidos pelo Laboratório de Sistemas Integráveis – LSI da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – EPUSP, através de seu braço tecnológico, o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico – LSI – TEC são: o Passeio Virtual, o Passeio Interplanetário e o Web Totem Fotográfico. Neles, os pesquisadores, engenheiros e técnicos do Núcleo de Realidade Virtual / Caverna Digital do LSI-TEC utilizaram  as mais modernas tecnologias de realidade virtual e meios eletrônicos interativos para promover a disseminação do conhecimento técnico e científico.

O ambiente de visualização imersivo do Passeio Virtual, por exemplo, está integrado aos sistemas de áudio e de projeção, composto por um conjunto de projetores de alta-resolução e contraste, caixas acústicas 5.1 e telas em dimensões e materiais inovadores para projeção traseira (back projection). Para a implantação inicial foram necessários 64 processadores de imagens gráficas que, durante 7 meses, sem interrupções (24x7), geraram o conteúdo gráfico do Rio de Janeiro, com aproximadamente 230 Gb (365 CD´s) com 18.300 quadros.



Todos os três projetos, pertencentes ao Museu Digital Imersivo (Catavento), foram desenvolvidos pelo LSI  para o Governo do Estado de São Paulo sob a coordenação do professor doutor Marcelo Knörich Zuffo, tendo como gerente a professora Marcia Narumi Shiraishi Kondo.
O Web Totem Gráfico, importante ressaltar, foi implantado em conjunto com a equipe do núcleo de Telessaúde do laboratório, envolvendo os profissionais: Adilson Hira, Emerson Moretto, Moacir Campos, Sandra Segato, Francisco José Fernandes, Daniel Savoy, Maryana Alegro, Eduardo Ootuca e Denis Gonçalves.

Entre os engenheiros e técnicos, integrantes do Núcleo de Realidade Virtual / Caverna Digital estão Fernando Teubl, Fabio Luiz Doreto Rodrigues, Olavo da Rosa Belloc, Rodrigo Ferraz Barroca, Mario Nagamura, Marcio Cabral, Rosemary Saçashima, Rosana Pinheiro Pezzo, Maria Alice Camargo, Willian Rodrigues Tavares, Felipe Godoy, Alex Cutovoi, Theo Tanaka, Bruno Sonsin, Bruno Po, Bruno Duarte, Bruno Mengatti, Rafael Fini.

Sobre o Catavento

O Catavento é um Espaço Cultural da Ciência, onde sua missão é implantar, no centro de São Paulo, um espaço lúdico, social e cultural, rico em objetos e ambientes de aprendizagem interativos e informais, que contribuam para o desenvolvimento da infância e da juventude, despertando a curiosidade e o interesse pela ciência. Para administrar esse espaço, foi criado o Catavento Cultural e Educacional, instituição privada reconhecida como Organização Social pelo Governo do Estado de São Paulo, e por ele contratada para criar, no Palácio das Indústrias, antiga sede da Prefeitura de São Paulo, o Espaço Cultural da Ciência.

 

 

Voltar aos Press Releases