Destaque na visitação no Museu Atrações desenvolvidas pelo LSI-TEC em parceria com CATAVENTO CULTURAL são destaque de visitação no museu

O Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológicos (LSI-TEC) desenvolveu duas novas instalações interativas em parceria com Catavento Cultural e Educacional, museu de ciência e tecnologia da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, Viagem ao Fundo do Mar e Aventura no Sistema Solar. As atrações são interativas e, por meio de jogos educativos, abordam conceitos de física, matemática e o mundo submarino. Ambas as atrações são destinadas a visitantes a partir de sete anos.

A cenografia, as imagens projetadas, o sistema de projeção, o roteiro, a simulação de uma viagem e os efeitos sonoros compõem a experiência dos visitantes durante a participação em Viagem ao Fundo do Mar e Aventura no Sistema Solar, e foram desenvolvidas por uma equipe multidisciplinar do LSI-TEC e Catavento Cultural, reunindo as áreas de Tecnologias para Educação e de Visualização de Alto Desempenho. “Instalações interativas permitem ao visitante entrar em contato direto com o assunto apresentado, manipulando objetos e resultando em uma aprendizagem mais efetiva”, ressalta Marcelo Knörich Zuffo, diretor de inovação do LSI-TEC e professor titular da Escola Politécnica da USP.

A escolha pelo formato virtual mostrou-se acertada, pois as atrações têm feito grande sucesso entre as crianças, jovens e até adultos que visitam o Museu Catavento. Irene Ficheman, gerente de tecnologia para educação do LSI-TEC, explica o raciocínio que permeou o desenvolvimento das duas novas instalações, que propõem aos alunos a reflexão sobre os conceitos apresentados: “O processo de aprendizagem ocorre em ciclos repetitivos nos quais há observação, ação e reflexão. No caso das instalações para o Catavento, a reflexão sobre os conceitos demonstrados ocorre quando o personagem que guia a viagem, seja ele o comandante ou o capitão, questiona os visitantes, ou então quando o monitor do Catavento, após a visita, provoca uma discussão sobre a experiência vivida pelo grupo”.

As duas atividades contam com joysticks e telas touch screen, elementos com os quais as novas gerações estão bastante familiarizadas. Além disso, as atrações são intuitivas e podem ser facilmente acionadas por visitantes de todas as gerações, sendo iniciadas com um infográfico explicando seu funcionamento. Ambas as atrações têm capacidade limitada de visitantes e, portanto, são acessadas por grupos em horários determinados pelas senhas que o museu distribui. As sessões são de 40 minutos e as senhas se esgotam rápido, devido ao sucesso das instalações. Visite você também.


Sobre o LSI-TEC
O Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) é uma instituição de desenvolvimento tecnológico, com linhas de ação reconhecidas nacional e internacionalmente, tornando-o um centro de referência mundial dedicado ao desenvolvimento e inovação em tecnologias avançadas.

Fundado em 1999, o laboratório é um elo entre a sociedade e as instituições científicas de excelência, promovendo a aplicação do conhecimento em tecnologia e levando inovações tecnológicas à sociedade por meio de parcerias com instituições do setor público e privado.

Dirigido por professores da Universidade de São Paulo e com projetos em parceira com o Laboratório de Sistemas Integráveis da Escola Politécnica da USP, o LSI-TEC conta com uma equipe altamente qualificada e multidisciplinar. Suas atividades são baseadas em três princípios: excelência, inovação e empreendedorismo.

As atividades do Laboratório envolvem pesquisa e desenvolvimento nas áreas de Saúde Digital, Sistemas de Visualização Interativa, Tecnologias Assistivas e de Reabilitação, Tecnologias para a Educação, Sistemas Computacionais Integrados, TV Digital, Microeletrônica e Microfabricação, entre outros.


Sobre o Catavento
Fruto de parceria entre as Secretarias Estaduais da Cultura e da Educação, o espaço foi inaugurado em março de 2009. São mais de 250 instalações, em oito mil metros quadrados, divididas em quatro seções (Universo, Vida, Engenho e Sociedade), cada uma delas elaborada com iluminação e sons diferentes, que contribuem para criar atmosferas únicas e envolventes.

Atrações como aquários de água salgada, anêmonas e peixes carnívoros e venenosos, uma maquete do sol e uma parede de escaladas onde é possível ouvir histórias de personalidades como Gengis Khan, Júlio César e Gandhi, são apenas alguns exemplos de como o visitante pode aprender e se divertir ao mesmo tempo.

No local também é possível conferir as atrações da Fundação Museu da Tecnologia de São Paulo, que teve seu acervo transferido para o Catavento no início de 2011. Entre os principais equipamentos estão a locomotiva Dübs (fabricada em 1888 na Inglaterra que pertenceu à Cia. Paulista de Estradas de Ferro e foi usada brevemente para o transporte de carga) e o avião DC-3 (1936), que foi utilizado como cargueiro militar na Segunda Guerra Mundial.


Serviço
Catavento Cultural e Educacional Onde: Palácio das Indústrias - Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/no (Av. Mercúrio), Parque Dom Pedro II, Centro – São Paulo/SP. Telefone: (11) 3315 - 0051 – atendimento das 11h às 17h Quando: terça a domingo, das 9h às 17h (bilheteria fecha às 16h). Quanto: R$ 6 e meia-entrada para estudantes, idosos e portadores de deficiência. Gratuito aos sábados Como chegar: www.cataventocultural.org.br/mapas.asp Acesso por transporte público: estação de metrô Pedro II e terminal de ônibus do Parque Dom Pedro II. Estacionamento: R$ 10 até 4 horas (para visitantes do museu). Adicional por hora: R$ 2,00 (capacidade para 200 carros). Ônibus e vans: R$20,00. Infraestrutura: acesso para pessoas com deficiência locomotora.