Investimentos do MCT em IC Design House impulsionam projetos de circuitos integrados

Poucas pessoas sabem que ao acender uma lâmpada ou ligar uma máquina de lavar roupas e até mesmo fazer um cafezinho há, antes de tudo, uma cadeia produtiva completa e que uma das bases dessa cadeia produtiva é o desenvolvimento do circuito integrado (chip) capaz de gerar o movimento acionado. E, para desenvolver o chip com alta tecnologia, é necessário o investimento na IC Design House – DH, desenvolvedora responsável pelos projetos destinados à fabricação de circuitos integrados. É justamente para o funcionamento da DH que o LSI -TEC foi destacado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, do qual está recebendo investimentos que contemplam desde estações de trabalho e softwares até pessoal qualificado dentro de um programa de bolsas de Desenvolvimento Tecnológico Industrial. "Parte desse investimento acaba de chegar ao LSI-TEC" – afirma Wilhelmus A.M. Van Noije, vice-presidente do LSI -TEC. "Os softwares EDA – Eletronic Design Automation já estão sendo utilizados neste segundo semestre de 2006 pela equipe de projetistas do LSI -TEC. Estaremos funcionando a pleno vapor no início de 2007" – acrescentou.

O PNM ( Programa Nacional de Microeletrônica ) foi criado com o intuito específico de incentivar a indústria de semi-condutores no País. Hoje, o PNM está dividido basicamente em três sub-programas: o projeto do circuito integrado – CI, a foundry (fabricação do CI) e os testes finais de funcionalidade. O projeto e os testes são responsabilidade da DH. Para as IC Design House o MCT pretende investir, somente no primeiro ano, R$ 7,7 milhões.

O LSI - TEC é uma das instituições que foram destacadas pelo Programa Nacional de Microeletrônica – PNM do MCT para impulsionar a indústria de semicondutores no país. O Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI) da Escola Politécnica da USP apoiado pelo LSI -TEC foi pioneiro na América Latina na construção da Caverna Digital, sistema de realidade virtual com alto envolvimento do usuário e, em se tratando de pioneirismo, o seu fundador Prof. João Antonio Zuffo foi responsável pela fabricação do primeiro chip brasileiro, em 1971. O LSI é ainda a instituição que atuou significativamente junto ao governo brasileiro na recomendação da escolha do Sistema Brasileiro de TV Digital – SBTVD a ser adotado no país. Também atua no desenvolvimento e fabricação de Sensores Inteligentes e Sistemas Microeletrônicos Mecânicos (MEMS) para o setor produtivo, trazendo inovação e aumentando o valor agregado dos produtos brasileiros.

Voltar aos Press Releases