Projetos desenvolvidos pelo LSI -TEC que priorizam o interesse público e o desenvolvimento do país

Telessaúde

Numa parceria entre o LSI-TEC e o Instituto Nacional do Câncer (INCA), foi desenvolvido o RHCNet. Este sistema WEB permitirá a consolidação nacional através de meios eletrônicos de base de dados locais de Registro Hospitalar de Câncer de até 250 hospitais CACON's (Centros de Alta Complexidade no Tratamento do Câncer) e 2 milhões de pacientes, dentro do âmbito da Rede Nacional de Telesaúde em Oncologia (ONCONET), projeto que é apoiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP)

FEBRACE

A Febrace está em sua 6a. Edição. É a maior feira de ciências para estudantes da educação básica do Brasil. A média de projetos submetidos à apreciação dos pesquisadores e do conselho de avaliação é de cerca de 1000 projetos por ano, vindos dos 27 estados da Federação. É justamente a FEBRACE a instituição responsável pela seleção dos projetos que representam o Brasil anualmente na feira internacional de ciências a Intel ISEF – International Science and Engineering Fair) que acontece nos Estados Unidos.

UCA/OLPC

O LSI -TEC foi escolhido pelo Ministério da Educação para analisar e fazer estudos de recomendação técnico-pedagógica dos dispositivos moveis (lap top) de baixo custo para a educação básica. Essa avaliação inclui três modelos de equipamentos : XO, Classmate e Mobilis. Atualmente, o laboratório está implantando um primeiro projeto piloto em uma escola estadual, em São Paulo.

IC Design House

Com instalações próprias, estações de trabalho completas e profissionais engajados no desenvolvimento de projetos de circuitos integrados para o setor produtivo, a DH acaba de assinar contrato com a empresa Expertise para atender ao desenvolvimento de projeto para a Companhia Paulista de Força e Luz – CPFL. Este mais novo projeto vem se somar àqueles já em andamento para a Digimed, Novus e TreeTech, todos frutos do Programa Nacional de Microeletrônica do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Microeletrônica

A área de microeletrônica do LSI-TEC está participando do projeto Namitec ( Tecnologias de micro e nanoeletrônica para sistemas integrados inteligentes). Esse projeto está no âmbito do Programa Institutos do Milênio do CNPq. Recentemente foi instalado o novo Microscópio Eletrônico, com aumento/resolução de 1 milhão de vezes. O microscópio possibilitará estudos avançados na área de nanotecnologia.

Novos engenheiros e cientistas da computação foram formados pela área de Microeletrônica enquanto atuaram no mais recente projeto do LSI-TEC: um software 100% brasileiro já incorporado em aparelhos celulares da LG Electronics para exportação. Esses profissionais e a novo desenvolvimento garantem ao país a condição de ser um provedor de tecnologia e não somente um usuário de tecnologia de software para celulares. Poderão, inclusive, em futuro próximo, desenvolver totalmente a plataforma (hardware e software) com menor custo operacional e, mais que isso, ampliar localmente novas tecnologias acopladas à essa plataforma do celular, como TV Digital e transações seguras com assinatura digital, via celular.

Certificação Digital

O Laboratório de Ensaios e Auditoria (LEA) é o primeiro laboratório de homologação de dispositivos para certificação digital, desenvolvido pelo LSI-TEC e pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), dentro do ICP-Brasil (Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira). É o LEA que servirá de matriz para uma futura rede de laboratórios de homologação e certificação. O objetivo é normalizar e verificar a segurança e interoperabilidade de dispositivos usados em certificação digital utilizados no ICP-Brasil que, em iniciativa mundialmente pioneira, tornará todo o processo de homologação e certificação completamente neutro dentro da sociedade. Ao longo do processo adquiriu expertise em estabelecer procedimentos e metodologias de como desenvolver outros laboratórios de certificação digital no país.

Sistema de Recepção de Conteúdo para Cinema Digital - SRCCD

Atualmente os cinemas utilizam um sistema de projeção baseado em filmes de 35 mm. Esta prática traz o incoveniente de gastos consideráveis com o filme, dificuldade de distribuição por depender do transporte dos rolos de filme, degradação do material com o número de exibições e atraso para atingir áreas com menor público. Com os avanços das últimas décadas nos serviços de multimídia digitais, torna-se possível digitalizar conteúdo cinematográfico e distribuí-lo por uma rede de salas de cinema.

O LSI-TEC está desenvolvendo, em conjunto com a Rede Brasileira de Entretenimento Digital Ltda. (Rain Brasil) um sistema de software para distribuição de conteúdo para cinema digital, com foco em alta qualidade, flexibilidade nos sistemas de distribuições e atendimento a salas automatizadas.

Avaliação da Rede em Malha do Projeto Um Computador por Aluno- RUCA

O LSI-TEC está participando de uma rede de pesquisa com o intuito de realizar testes de avaliação das características de redes sem fio em malha (mesh) estabelecida entre os laptops do projeto UCA (OLPC XO). Os resultados dos testes servirão de subsídio para avaliar a viabilidade de uso dos mesmos como ferramenta para a melhoria na qualidade do ensino nas escolas do Brasil e promover a inclusão digital.

Participação no fórum do sistema brasileiro de televisão digital

Em 2006 o governo brasileiro criou o fórum de televisão digital com o objetivo de definir as especificações técnicas e regular o sistema de TV digital no Brasil. O LSI-TEC tem participação ativa nas definições do fórum contribuindo com a sua competência na área, advinda de anos de pesquisa aplicada.

Parceria LSI-Intel em televisão digital

O LSI é o instituto selecionado pela Intel como especialista no seu novo componente integrado para recepção de sinais de televisão digital. O LSI é responsável por realizar testes de conformidade e preparação da plataforma para o sistema brasileiro, oferecendo plataformas de referência com base em componentes Intel. Além disso o LSI oferece apoio aos clientes Intel para a introdução de produtos no mercado pela disponibilização de know how tanto na plataforma como no sistema brasileiro de TV digital.

Caverna Digital

A Caverna Digital é um sistema de realidade virtual que possibilita alto envolvimento do usuário, permitindo inclusive interfaces que estimulem o som e o tato. Possui telas de 3x3m, com projeções imersivas em três dimensões e 24 computadores, os chamados aglomerados (clusters) que trabalham em conjunto, produzindo um desempenho equivalente ao das supermáquinas gráficas utilizadas nas CAVES dos grandes centros de pesquisa do mundo.

Única e pioneira na América Latina, a Caverna Digital é usada para desenvolver facilidades de interação homem-computador e pode ser aplicada em diversas áreas que vão desde a Engenharia, a Medicina e diversas ciências, até o entretenimento.

Voltar aos Press Releases